quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Oratórios [Arte Barroca no Brasil]


Continuamos nossa viagem através da arte brasileira, aproveitamos os meses de junho e julho, tradicionalmente dedicados às típicas Festas Juninas, para voltar nossos olhares para a produção religiosa do período barroco. Vimos uma série de reproduções de artistas como Aleijadinho, Mestre Ataíde e outros.
O estilo barroco desenvolveu-se no Brasil durante o século XVIII, perdurando ainda no início do século XIX. O barroco brasileiro é claramente associado à religião católica. Optamos por realizar como atividade prática pequenos oratórios. Nosso objetivo foi discutir o fenômeno artístico, mas a própria natureza do trabalho tem um aspecto religioso, dei liberdade para os alunos usarem ou não as imagens dos santos (Santo Antônio, São Pedro e São João). Alguns preferiram usar imagens de anjos e outros criaram suas próprias imagens. Uma aluna perguntou se podia usar uma figura de Iemanjá, eu não só aprovei, como gostei da idéia, entretanto a aluna desistiu por achar que poderia parecer uma ofensa aos colegas, que em sua maioria são católicos.
De todo modo o resultado foi bonito e creio que os alunos compreenderam  os principais elementos estilísticos relacionados ao barroco, tais como o uso exuberante de ornamentos e da talha de madeira dourada.


Assista ao vídeo e comente, sua opinião é importante para nós.



Para outra atividade relacionada ao Barroco no Brasil, clique aqui.

Arte Brasileira no Período Colonial [2]


A partir da observação da pintura do Victor Meirelles [A Primeira Missa no Brasil] notamos que havia um baú bem próximo do altar. Questionei os alunos sobre esse baú. Estariam os portugueses trazendo riquezas para o Brasil ou pretendiam levá-las. A turma se dividiu, mas após alguma discussão chegamos à conclusão de que os portugueses levaram riquezas do nosso país, tais como ouro, pau-brasil e açúcar, mas que eles também trouxeram conhecimento que por aqui não havia. Então houve uma troca, apesar de todos os problemas que existiram, e ainda perduram, especialmente para os primeiros habitantes, os índios.

Resolvi então perguntar para os alunos quais eram as riquezas do Brasil? Resolvemos criar baús através dos quais eles representariam tais riquezas, criando um novo diálogo com a imagem criada por Meirelles.

O resultado foi uma riqueza de idéias e modos de expressar. Registramos os trabalhos no vídeo a seguir.