terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Voltamos!

Durante alguns anos mantive esse blog, publicando com alguma regularidade. 

Depois, por motivos diversos, resolvi não mais publicar e acabei fechando a página para visitas. Mas esse blog teve alguns filhotes:

>> Grupo Sala de Arte (Facebook): Apenas para professores e pessoas interessadas em Arte/Educação. Precisa pedir autorização para entrar.

>> Sala de Arte Professor Anderson (Facebook): Minha página pessoa. Você será bem-vind@ se quiser continuar acompanhando nossas aulas.

>> SaladeArte.Professor (Instragran): Sim, nós também estamos no Instagram. Segue a gente lá..

Depois de muitos pedidos, publiquei esse ano um caderno com sugestão de atividades. Em nossa página no Facebook você conseguirá mais informações.


Caderno de Atividades 01 - Sala de Arte

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Ensaio Fotográfio [ De Mãos Dadas ]

Ainda tendo a fotografia como referência e querendo expandir as experiências estéticas dos meninos, a minha proposta foi de que realizássemos um ensaio fotográfico, expliquei o conceito básico de um ensaio e apresentei o trabalho do artista brasileiro Michel Groisman.

O Michel é um artista que se vale de diferentes meios para a realização de seus trabalhos, mas que tem como base a questão do corpo. Mostrei uma série de trabalhos chamados “Porta das Mãos”, para mais informações visite a página do artista (em inglês)

>> Fotos




Reproduzimos as imagens disponíveis no site do artista apenas para fins didáticos (Todos os direitos reservados / Michel Groisman)

>> Vídeo


A ideia foi de fazermos um ensaio fotográfico onde as mãos dos alunos fossem o assunto principal, diferente da abordagem do Michel, onde os movimentos são feitos individualmente, propus que os alunos descobrissem novos modos de se cumprimentarem trabalhando em duplas, o objetivo era fazer com que eles percebessem novos movimentos para suas próprias mãos, que dialogassem com os colegas no sentido de encontrar uma “pose ideal” e ao mesmo tempo estreitar os laços de amizade entre todos.

As imagens se revelaram poderosas e plenas de significados simbólicos, algumas vezes delicados, outras fortes e até mesmo agressivas. Os meninos literalmente falaram com as mãos.

Turma 2001

Turma 2002

Turma 2003

Turma 2004



CIANOTIPIA [ A LUZ QUE DESENHA IMAGENS ]


Com meus alunos do Ensino Médio desenvolvo meu curso pensando basicamente em arte moderna e contemporânea, em função disso creio ser importante que eles compreendam o impacto que a invenção da fotografia teve sobre os processos artísticos. Por isso mesmo, sempre desenvolvo atividades que permitam aos alunos compreenderem os rudimentos do processo fotográfico.

Este ano resolvi fazer Cianotipias, pesquisei e li tudo que pude sobre o assunto. Uma referência importante foi o blog “Alternativa Fotográfica. Consegui muita informação e também comprei com o autor do blog, o Fabio Giorgi, uma pequena quantidade dos químicos necessários para sensibilizar o papel. Entretanto o processo de sensibilização requer um quarto escuro e isso foi um problema, pois não teria o espaço necessário na escola. Então a opção foi conseguir o papel já sensibilizado, entretanto esse tipo de papel não é vendido no Brasil, com a vontade de fazer o trabalho aumentando, não me restou alternativa senão comprar o papel na Amazon. No final do texto veja o link para o papel que utilizei.

Mas afinal de contas o que é uma cianotipia?

“A cianotipia foi um dos primeiros processos de impressão fotográfica em papel. Foi descoberta por Sir John Herschel, notável cientista, cuja atividade principal era a astronomia, tendo feito diversos achados neste campo.

A cianotipia tem este nome porque as imagens assim produzidas apresentam-se em azul. Isto acontece pelo fato de se basear em sais de ferro e não prata. Também é conhecida como ferroprussiato ou "Blueprint".

Não é um processo para produzir negativos, mas cópias em papel. A cópia é obtida por contato, quando o papel sensibilizado e exposto à luz do sol. Após o tempo de exposição, a folha de papel é lavada em água corrente por alguns minutos e, ao secar, a imagem adquire tons azuis bem saturados.” (Texto adaptado)


Expliquei todo o processo para os alunos, para que pudessem ter alguma autonomia durante a realização do trabalho. Os resultados falam por si só. Vejam as imagens. :D

>> Coletando e organizando os materiais <<






>> Expondo ao Sol <<




>> Revelando / Lavando <<



>> Secando <<

>> No mural <<



>> Alguns trabalhos finalizados <<





Além de trabalhar a questão da fotografia essa atividade colabora para a compreensão de outros conceitos, como composição, por exemplo.

Onde eu comprei os papéis? Clique aqui. 
Existem outras marcas e medidas diferentes, também é possível comprar tecido sensibilizado.


sexta-feira, 10 de maio de 2013

Pássaros [ Pintura com estêncil / máscara]


O nome da nossa escola é Mané Garrincha, uma justa homenagem ao craque do futebol que foi jogador do Botafogo e da Seleção Brasileira. 

Mané nasceu na pequena localidade de Pau-Grande (Magé), onde fica a escola. Mané é o diminutivo de Manuel Francisco dos Santos, seu nome de batismo, mas Garrincha (apelido pelo qual fico conhecido) é o nome de um pássaro muito comum na região. 


Como queria fazer um trabalho de pintura com os alunos que possibilitasse que eles : 1 -Experimentassem misturas de cores; 2 - Que tivesse um visual gráfico bacana e 3 - Que também pudéssemos usar a técnica do estêncil. Pensei nessa atividade, onde usamos imagens de pássaros, uma referência forte por causa da nossa história e por causa da natureza que cerca todo o lugar.








terça-feira, 7 de maio de 2013

Elementos Visuais [ Simetria + Cores Quentes e Frias ]


Acredito que alguns conceitos devem ficar bem claros para os alunos, pois tendo compreendido tais conceitos, suas produções pessoais vão ser mais "consistentes". É por acreditar nisso, não só por uma questão teórica, mas por ver acontecer todos os anos na prática da sala de aula, que eu início o ano letivo trabalhando algumas questões bem específicas, como é o caso do uso das cores e a simetria, conceitos que desenvolvemos nessa atividade. Apesar de bem simples (um quadrinho de papel dobrado em diagonal + hidrocor preto e lápis de cor), a atividade deixa explícito os elementos visuais com os quais trabalhamos. Além de apresentar um efeito visual bem bonito quando reunimos todos os trabalhos no mural.




Nossos agradecimentos à Professora Gisele, pelo suporte e entusiamos.




segunda-feira, 22 de abril de 2013

Elementos Visuais [ Formas Orgânicas / Figura X Fundo ]


Para desenvolver a percepção das relações de figura e fundo, propus uma atividade em duas etapas. Primeiro os alunos fizeram uma colagem sobre um quadrado de cartolina de aproximadamente 20 X 20 cm (8 x 8 inches) usando revistas velhas, os recortes deveriam remeter a formas orgânicas, evitando - claro! - o uso de formas geométricas. Depois de realizada essa etapa distribui um desenho com a forma de um pássaro que foi transferido para o verso da colagem e recortado deixando um espaço vazado.

Os trabalhos todos juntos no mural criaram um efeito plástico muito interessante, chamei os alunos para observarem e alguns disseram que era “quase uma pintura”. J








Elementos Visuais [ Linha ]


Quero me desculpar com todos que acompanham nosso trabalho através desse blog, mas não tenho tido tempo suficiente para mantê-lo atualizado como gostaria. Trabalho em três escolas diferentes e tenho muitas turmas, então está cada vez mais difícil manter tudo em dia.

Mas a boa notícia é que, finalmente, estou publicando algumas novidades em 2013!

As primeiras atividades que realizo com as classes dizem respeito aos Elementos da Linguagem Visual, todo ano eu tento fazer algo novo com o mesmo conteúdo, só para não ficar repetitivo demais. Esse ano quando falamos da linha como fundamento do desenho, decidimos criar padrões de modo a preencher completamente a forma da mão e de uma parte do braço, sem contornar os limites da figura. O efeito visual foi muito bonito e serviu também para aproximar os alunos, pois ao colocar as mãos umas sobre as outras no mural, formando espécies de engrenagens, pretendi passar uma mensagem de que necessitamos uns dos outros para realizarmos nossos projetos.